quarta-feira, março 30, 2011

Tempo de Antena

O nosso primeiro Socas inaugurou oficialmente os tempos de antena do PS ontem, ia eu a caminho de coimbra. Oficialmente, porque oficiosamente nunca dela saíu. Fiquei a saber que, até há poucas semanas atrás, a culpa da divida era dos mercados, mas agora é da oposição. Ainda bem, fiquei esclarecido. Na verdade, sobre o nosso primeiro Socas a doutrina divide-se; ele acha-se genial, todos os outros o acham abominável. Ainda bem, é o pluralismo das ideias a funcionar. Depois, como se diz, andamos todos a viver acima das nossas possibilidades, isto é, os gestores das empresas publicas, os ministros, os afilhados dos ministros e sobretudo as mulheres dos ministros, os gajos das fundações e dos institutos, os ex- administradores indemnizados dos bancos do estado, e mais uns quantos. Não sei mesmo como vão aguentar com esta austeridade toda. Da minha parte sou um privilegiado, tenho trabalho, pago as minhas dividas, garanto trabalho a sessenta familias, pago os impostos ao Socas para o ajudar a comprar os fatitos italianos e os vencimentos dos tipos dos institutos, pago as scutes, os impostos do rendimento singular e colectivo, da segurança social minha e dos sessenta que comigo trabalham, do gasóleo, de circulação, os municipais, os de saneamento, os de difusão, os de selo, de justiça, de estacionamento, de farolagem, dos ivas do que como, bebo, leio, ouço, vejo, fumo, visto, calço e o que mais agora me esquece. Paguei as propinas do meu filho, pago a minha saude e a saude de mais uns quantos. E, quando chegar a minha vez de ficar em casa, se algum dia chegar, não vai chegar nada para mim. E dizem Vexas, que é que este discurso tem a ver com o Mar? Está bom de ver, o futuro é azul e o Mar também.

5 comentários:

almagrande disse...

Bem dito Comandante, assino por baixo.

João Manuel Rodrigues disse...

Mas afinal que queres, ainda vens para aqui dizer que pagas e pagas.
Depois o Socras não te larga, quando precisa de dinheiro, "vão ter com o Veiga, que ele paga".
Vê lá se aprendes a ficar a dever, sim, porque para muitos em primeiro lugar está "o dever".
Quanto ao azul do mar, só se for o azul do Mar da Palha, lamacento.
Vamos mas é abrir um bar em Espanha e pagamos lá o Iva das bebedeiras que apanharmos á nossa conta.

João

Anónimo disse...

«Eles comem tudo e não deixam nada» é assim a canção do Zeca Afonso e que cada vez tem mais a haver com a realidade, aliás com a triste realidade.
É por isso que cada dia tenho mais inveja do povo árabe que já começou a varrer os parasitas que se tinham instalado no poder.
Será que não temos ao menos umas gotas de sangue árabe ???
CPF

Swt disse...

Eu até tenho uma ideia, que é deixar de pagar os descontos para a segurança social enquanto não me assinarem um contrato individual" em meu nome" de que vou ter reforma.
A minha segunda ideia é pedir que me restituam com juros o que eu já descontei para a segurança social em cerca de 35 ou 36 anos.É que vai-me fazer falta, quando já não conseguir ir para o trabalho...
Ao senhor que tem a óptima ideia de abrir um bar em Espanha, queria perguntar-lhe se posso ir para lá servir às mesas ou lavar copos vá.

Anónimo disse...

Diário Digital «Detectados em Lisboa vestígios de radioactividade no ar» a minha esperança é que essa radiactividade só atinja a nossa classe politica, mas deve ser sorte a mais, falidos e sem sorte.
CPF