quarta-feira, dezembro 26, 2007

Nicolau Tolentino

Pois é, apesar da Drª Osório, que se esforçava à brava para que a rapaziada, sobretudo a oriunda das classes não ilustradas, detestasse a literatura lusa, a outra também, felizmente que debalde, foram ficando recordações dos textos da Selecta.
De tempos em tempos recolho um, e este é dos que mais me vai alembrando.

"...
O colchão dentro do toucado

Chaves na mão, melena desgrenhada,

Batendo o pé na casa, a Mãe ordena
Que o furtado colchão, fofo e de pena,
A filha o ponha ali ou a criada.

A filha, moça esbelta e aperaltada
Lhe diz co´a doce voz que o ar serena:“
Sumiu-se-lhe um colchão, é forte pena!
Olhe não fique a casa arruinada …”

“Tu respondes assim? Tu zombas disto?
Tu cuidas que, por ter pai embarcado,
Já a mãe não tem mãos?” E dizendo isto,

Arremete-lhe á cara e ao penteado.
Eis senão quando (caso nunca visto)
Sai-lhe o colchão de dentro do toucado

..."

9 comentários:

Anónimo disse...

Os meus braços estão presos,
A ninguém posso abraçar,
Nem meus lábios, nem meus olhos
Não podem de amor falar;
Deu me Deus um coração
Somente para penar.

Anónimo disse...

"...Ao ar livre das campinas
Seu perfume exala a flor;
Canta a aura em liberdade
Do bosque o alado cantor;
Só para a pobre cativa
Não há canções, nem amor.

Cala te, pobre cativa;
Teus queixumes crimes são;
E uma afronta esse canto,
Que exprime tua aflição.
A vida não te pertence,
Não é teu teu coração."

A Escrava Isaura,
Bernardo Guimarães

autor desconhecido disse...

Quando a ribeira enche
E brota fora a maré
Os peixes ficam nas alamendroeiras
E eu vou lá e papo-os

garina do mar disse...

hoje não sei porquê veio-me este à memória...
deve ser inspiração de tanta veia poética

;)


com que então caiu na asneira
de fazer na quinta feira
xx anos
que tolo
ainda se os desfizesse
mas fazê-los nem parece
de quem tem tanto miolo
não sei quem foi que me disse
que fez a mesma tolice
aqui
o ano passado
pois agora até aposto
como lhe tomou o gosto
faz o mesmo
coitado
não faça tal
pois os anos só nos trazem desenganos
e fazem a gente velha
faça outra coisa que em suma
não fazer coisa nenhuma
também lhe não aconselho

(está claro que não é da minha autoria!!!)

lia disse...

É verdade!
Parabéns, João lindo!
Have a fantastic day!

Sailor Girl disse...

Fizeste anos... ontem???
Estou toda baralhada!!!!!
Fizeste???

BLUE MOON I disse...

É HOOOOJEEEE!!! É HOJE! É HOJEEEE!
Parabens JFMV. Seja por muitos anos.
"Aprendi que se aprende errando. Que crescer não significa fazer anos. Que o silêncio é a melhor resposta. Que trabalhar não significa só ganhar dinheiro. Que amigos a gente conquista mostrando o que somos. Que os verdadeiros amigos sempre ficam até ao fim. Que a maldade se esconde atrás de uma bela face. Que não se espera a felicidade , que se procura . Que quando penso saber de tudo, ainda não aprendi nada. Que a natureza é a coisa mais bela na vida. Que amar significa se dar por inteiro."

A VER NAVIOS disse...

São só poetas. Estou maravilhado com tanta poesia. Não tenho jeito nenhum para isso!
Parabéns JFMV, que faças muitos.
Um abraço.

Anónimo disse...

Alto e para o Baile !!!!!

Poeta é quem escreve o que lhe vai na Alma ,com ou sem rima mas sobretudo com sentimento e que desencadeia prazer a quem o lê . A Esses ,sim,chamos-lhe poetas.

Aos que copiam ,que se presumem intelectuais,ás vezes sem sequer perceberem o que estão a copiar...A esses apenas lhes posso chamar copistas,mangas de alpaca,meros vaidosos em exibir o Génio dos outros como se fosse seu !!!!!
Os COMENTARIOS de um Blogue,em meu entender,devem ser para que cada um expresse as suas opiniões,que até podem ser em verso,em relação ao Tema que o Bloguista focou.Com mais ou menos Arte que cada um seja POETA mas com escritos próprios. Isso sim ,aprecio e acho um excelente exercicio mental que valoriza quem o faz e o proprio Blogue. Amen.
António Do Patrocinio E Alencastre