segunda-feira, outubro 01, 2007

Arte Xávega




Praticada nos rios, lagos e lagoas do nosso País, a pesca por Arte Xávega foi descrita com maestria, entre outros, pelo Brandão. É livro de cabeceira aqui do rapaz.
Nestas fotografias, retiradas do livro "A SAFRA" de Helena Lopes e Paulo Nuno Lopes, pode ver-se uma sequência feita algures entre o choupalinho e montemor, de um "dois remos" a iniciar a faina, desconhece-se se no mondego, se no têjo.
Pode no entanto constatar-se que as maroletas do rio estavam, nesse dia, um pouco pró manhoso.

7 comentários:

garina do mar disse...

tenho os dois livros!!
mas acho que estas fotos são na barrinha de Mira... de vez em quando há cada vaga por lá ;)

Anónimo disse...

Pela cor do c�u, n�o teria d�vidas em afirmar que o cen�rio � o "RIO ALVIELA"

PARDAL

Anónimo disse...

Para mim esta foto foi tirada no Rio Novo do Principe e a onda terá sido provocada pelo Shell de oito do Galitos...
Na Barrinha de Mira não é de certeza,pois nesta época o que a Barrinha dava eram ondas de Francesas... e algumas até me caíram em cima...
Shemeiks

garina do mar disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
garina do mar disse...

a minha primeira ideia foi o Rio Novo (mas não ma lembrava do nome!!) mas depois alembrei-me que foi na barrinha que certa pessoa ;)aprendeu a velejar, por isso só pode ter sido lá!! a onda é provocada pelo vaurien a virar-se

Eugénio disse...

garina, só tu me fazes rir à 1 da manhã :)

Laurus nobilis disse...

Bonita sequência!