terça-feira, novembro 30, 2010

Dezembro de 1640, 01

Escondido num armário estava o traidor Vasconcelos, que nós também os temos.
Respeitamos e, nalguns casos, até apreciamos a cultura castelhana. Mas sem subserviência, sem dobrar a cerviz.
Somos uma Pátria com 900 anos, mais nenhum outro país se pode reinvidicar do mesmo.
Não aprendemos nada nestes 9 séculos? Às tantas não, abrimos as nossas portas escancaradas aos produtos castelhanos para a seguir mandar para o desemprego compatriotas nossos.
Até quando?

3 comentários:

João Júdice Pargana disse...

Também se devia comemorar como o Dia das Prostitutas porque a Duquesa de Mântua....o que era?
Se não fosse isso não tinhamos agarrado o Vasconcelos e o mandado pela janela.
Essa é que é essa!!!
VIVA O REI

Rolando disse...

Olá. Dei uma passada por aqui. Muito interessante a historia. Apareça por lá. Abraços.

Laurus nobilis disse...

Na actual conjuntura, cada vez mais... Viva o 1º de Dezembro!!!

Isto há coisas... Logo a seguir a 1640, devemos muito da nossa independência, ao facto de Castela andar em guerra com a Catalunha; ontem, tive o enorme prazer de ver o FCB dar 5 ao imperialista castelhano Real Madrid...