quinta-feira, março 15, 2007

A Cidade Clandestina

(a cidade clandestina)

Pois foi, é a nossa sina.
Ele foi o Duque de Aveiro de candeias às avessas com o Marquês, até nos chamaram na altura a Nova Bragança -- com todo o respeito por Bragança, de que até gosto muito, PHOENIX --, depois os Revoltosos Liberais do 16 de Maio de 1826, que acabaram todos, ou quase, nas forcas da Praça Nova no Porto, depois os Congressos da Oposicrática, quando os bem instalados do País usufruiam das benesses do Regime, os reviralhistas cagaréus apanhavam no tótiço pelo atrevimento de pensarem e escreverem, agora somos clandestinos, ou priviligeados, por vivermos à beira mar!!!!
De pé oh Cagaréus, Ceboleiros, Gafanhotos e Ilhavotos, Murtoseiros, Matolas e Vareiros....

1 comentário:

ARTE DE FERNANDO LEMOS GOMES disse...

Gostava de anunciar a criação de um novo blogue com o qual pretendo divulgar alguns trabalhos de artes plásticas sobre temas Marítimos

aqui fica um convite e o endereço respectivo:
ARTE DE FERNANDO LEMOS GOMES
http://flemosgomes.blogspot.com/